.: Prefeitura De Araguaina :.
Sexta-feira, 01 De Julho De 2022 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 17ºC | Máxima: 33 ºC
prefeitura de araguaina

Cidadão Empresa Servidor Turista   Site inscrição torneio de pesca garimpinho

Site inscrição MTB garimpinho


Site leilao de Imveis



campanhas




TURISMO

História

Compreendido na região entre os rios Lontra e Andorinhas, o território de Araguaína foi ocupado, primeiramente, por tribos da etnia Carajás. Mas foi em 1876 que os primeiros migrantes chegaram no norte tocantinense. João Batista da Silva e família, oriundos da cidade de Paranaguá, no estado do Piauí, fixaram moradia na margem direita do Rio Lontra. O pequeno povoado passou a se chamar “Livra-nos Deus”, devido ao constante temor de ataques indígenas e de animais selvagens. Ainda no mesmo ano, outras famílias mudaram-se para a localidade, aumentando e mudando o nome do povoado para Lontra, em referência ao rio que mostrou-se de grande utilidade para o desenvolvimento da região.

Economia

No início, os primeiros colonizadores cultivaram cereais básicos para a subsistência das famílias. Já a implantação da cultura do café aconteceu com vistas ao lucro e tornou-se a atividade predominante. Contudo, a lavoura foi abandonada devido às dificuldades de escoamento da produção. A ausência de vias terrestres para o transporte foi o principal motivo.

Emancipação

O município de São Vicente do Araguaia – atual Araguatins – foi o primeiro a administrar o povoado Lontra. Anos depois, a localidade passou a pertencer a Boa Vista do Tocantins, hoje Tocantinópolis. Em 1925, com a chegada de mais famílias, novas perspectivas de crescimento tomaram conta dos moradores e a primeira igreja foi erguida em homenagem ao Sagrado Coração de Jesus. A mudança de nome para Povoado Araguaína – em homenagem ao Rio Araguaia – aconteceu em 1948, com a criação do município de Filadélfia. A localidade passou a integrar a nova cidade. Já a Lei Municipal nº 86, de 30 de setembro de 1953, transformou o Povoado Araguaína em distrito. Mas o desenvolvimento da localidade culminou no processo criação do município de Araguaína. A Lei Municipal nº 52, de 20 de julho de 1958, que autorizou o desmembramento do distrito. E no dia 14 de novembro de 1958, a Lei Estadual nº 2.125 decretou a criação do município de Araguaína.

Primeiros gestores

O primeiro prefeito nomeado foi Casimiro Ferreira Soares, exonerado em 3 de outubro de 1960, sendo substituído por Henrique Ferreira de Oliveira. Ainda na mesma data foram realizadas as primeiras eleições municipais, sendo eleito para prefeito municipal o Sr. Anatólio Dias Carneiro, para vice-prefeito Sr. Raimundo Falcão Coelho.

Crescimento

O desenvolvimento econômico-social do município começou efetivamente a partir de 1960, com a construção da rodovia Belém-Brasília. No período de 1960 a 1975, Araguaína atingiu um estágio de desenvolvimento sem precedentes na história do Estado de Goiás, tornando-se a quarta maior cidade do estado de 1980 a 1986, perdendo somente para Luziânia, Anápolis e Goiânia. Com a criação do estado de Tocantins, em 1989, Araguaína tornou-se a maior cidade do Estado e pretensa capital. A escolha não aconteceu por causa de fatores geográficos, sociais e políticos, mas o município ganhou o título de Capital Econômica do Estado, sendo atualmente a principal força econômica do Tocantins.

Hino de Araguaína

Letra e música de autoria do Professor Raimundo Almeida Magalhães Lei de criação nº 184 de 05/10/72 de autoria do vereador João Alves Batista.

Araguaína, cidade hospitaleira
Bela e pujante que nos apraz
No Tocantins és flamejante estrela
Bendita sempre sejais (bis)

Ordem e Progresso
É teu lema, cidade varonil
És artéria palpitante
No coração do Brasil

Teu solo é tão fecundo
Que plantando dá
É também rico em minérios
E madeiras-de-lei de invejar

Comércio e Indústrias
Prosperam lado a lado
És mesmo a Capital
Econômica do Estado (bis)

 

Dados sobre o município de Araguaína

Área: 3.920,01 km² Altitude: 277 metros Localização: Região norte do Estado do Tocantins (7º 11’28” de latitude, 48º12’ e 26” de Longitude) Relevo: Planalto, com presença de grandes elevações. A altitude média dos morros é de 100 a 300 metros. Clima: Tropical Úmido. Temperaturas médias: Máxima – 32º / Mínima – 20º Pluviometria: Estação definida de chuvas entre os meses de novembro e maio e período de estiagem de junho a outubro. Precipitação anual acima de 1.700 milímetros. Vegetação: Mista, com características de cerrado, matas ciliares e matas tropicais. Hidrografia: Bacia Hidrográfica do Rio Araguaia e seus afluentes, entre eles, destaque para o Rio Lontra. Os principais córregos que cortam a cidade são o Lavapés, Prata, Neblina, Raizal, ribeirão de Areia, Xixebal, Cará, Jacubinha, Tiúba e o Jacuba. Limites territoriais: Norte – Santa Fé do Araguaia, Muricilândia, Carmolândia e Aragominas; Sul – Pau D’arco, Arapoema e Nova Olinda; Leste – Wanderlândia e Babaçulândia; Oeste – Estado do Pará. Distâncias Rodoviárias: Palmas – 393 km Goiânia – 1165 km Brasília – 1067 km Imperatriz (MA) – 257 km Marabá (PA) – 312 km

 


voltar