.: Prefeitura De Araguaina :.
Quinta-feira, 11 De Agosto De 2022 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 20ºC | Máxima: 37 ºC
prefeitura de araguaina

Cidadão Empresa Servidor Turista   Site inscrição torneio de pesca garimpinho

Site leilao de Imveis



campanhas





NOTÍCIAS

Ronaldo Dimas encaminha projeto de lei complementar pedindo adequações no IPTU de Araguaína

Publicado: Data: 30/06/2014 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

PL foi publicado no Diário Oficial do Município desta quinta-feira, dia 26, pedindo a correção dos erros materiais na Planta de Valores Imobiliários para fins de cobrança do imposto para este ano.

 

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, encaminhou para a Câmara Municipal o Projeto de Lei Complementar nº 006/2014, solicitando a correção dos erros materiais dispostos na Planta de Valores Imobiliários do Município de Araguaína, reclassificando e atualizando seus valores para fins de cobrança do IPTU junto ao exercício de 2014.

 

Estas alterações foram discutidas e firmadas depois da realização de duas audiências públicas, no dia 28 de maio e 09 de junho, com a presença dos vereadores, do promotor de Justiça Alzemiro Freitas, de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil, do Conselho Consultivo das Associações de Bairros, Associação Comercial e Industrial de Araguaína (CCABA), da Associação da Pessoa com Deficiência, da ONG SOS Liberdade, dos Sindicatos dos Professores, dos Bancários e da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas; além da comunidade.

 

Na mensagem de encaminhamento do PL, o prefeito explica que o Município não tinha qualquer mapa de zoneamento urbano, cuja consequência se traduziu na desacertada classificação das zonas urbanas, ante suas incorreções e evidentes erros materiais. Ainda no documento informa que a incorreção às sanções previstas no artigo 73 da Lei Complementar 101, de 4 de maio de 2000, aponta a manifesta renúncia de receita em virtude do zoneamento equivocado.

 

Dimas também esclarece que com a proximidade do exercício fiscal seguinte (2015), há necessidade da a urgência para a correta readequação da Planta de Valores Imobiliários. “Além do mais, urge a necessidade de aprovação da presente Lei Complementar, ante a efetiva constatação das pendências observadas, amiúde justificadas, dentre as quais se destaca ainda a atual paralisação arrecadatória, fazendo com que nossa cidade, quando comparada a outras com realidade similar, por exemplo a capital Palmas, apresente deficiências tributárias que deverão ser corrigidas o mais breve possível, cujas razões para tanto incluem a contenção do possível êxodo populacional, empresarial e industrial”, finaliza o prefeito no documento.

 

Alterações

De acordo com o Projeto de Lei Complementar, para fins de cobrança do Imposto sobre a propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) junto ao exercício de 2014 serão reclassificados os imóveis constantes na Planta de Valores Imobiliários, nos termos do Anexo I; serão atualizados os valores do metro quadrado dos imóveis, mediante a aplicação do IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado – Fundação Getúlio Vargas), ora acumulado no ano de 2013, nos termos do Anexo II.

 

Ainda segundo o PL, excepcionalmente para o exercício fiscal de 2014 ficam alterados os prazos para que o contribuinte efetue o pagamento do IPTU à vista e com desconto, nos seguintes termos: 10% se pago até a data de 10 de julho; 8% se pago até a data de 10 de agosto de 2014; e 6% se pago até a data de 10 de setembro de 2014.

Publicado: Data: 30/06/2014 Autor:Ascom







voltar