.: Prefeitura De Araguaina :.
Segunda-feira, 16 De Maio De 2022 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 23ºC | Máxima: 33 ºC
prefeitura de araguaina

Cidadão Empresa Servidor Turista   Site leilao de Imveis



campanhas





NOTÍCIAS

Bons exemplos: Servidor público municipal de Araguaína entra na faculdade após mais de 40 anos sem estudar

Publicado: Data: 13/08/2018 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Manoel Castro dos Reis, de 60 anos, fez as provas do Encceja e Enem e conquistou vaga para o curso de História na UFT

Por Gláucia Mendes - Foto: Marcos Filho Sandes/Ascom

Na última quarta-feira, 8, o sonho de ser professor se tornou mais próximo de se realizar para Manoel Castro dos Reis, de 60 anos. O servidor público municipal fez o Exame Nacional do Ensino médio (Enem) no ano passado, foi selecionado pelo Sistema de Educação Unificada (Sisu) e agora cursa Licenciatura em História, na Universidade Federal do Tocantins (UFT).

A história de Reis se destaca pelo longo período em que ele passou fora da sala de aula. Ele deixou o ensino regular aos 13 anos, em 1972, quando concluiu a 4º série do Ensino Fundamental, em Tocantinópolis.

Em 2004, decidiu que recomeçaria e realizou a prova do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), para Ensino Fundamental. Em 2007, fez a mesma prova para obtenção do certificado do Ensino Médio.

No ano passado, o servidor público fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e com a média obtida, conseguiu pelo Sisu uma vaga na UFT. O servidor público disse que não se preparou especificamente para as provas, mas sempre gostou de ler e escrever crônicas e causos.

“Parei de estudar por causa do trabalho do dia a dia. Ser selecionado pelo Sisu foi uma benção. Hoje estou muito feliz em poder voltar à sala de aula, sem contar que meu filho, de 17 anos, também passou e está cursando Química na mesma Universidade”, contou.

Reconhecimento
Antes de iniciar a vida acadêmica, Manoel Castro esteve em Tocantinópolis visitando o colégio onde estudou e os únicos professores que teve, Clemides Ribeiro e José Martins, que ficaram muito orgulhosos com o desempenho do aluno.

Clemides lembra que ele sempre foi atuante nas tarefas e muito bom em redações. “Eu dizia ‘esse menino vai longe e vai brilhar muito no futuro’. É muito gratificante vermos que um aluno, que ficou tanto tempo sem pisar em uma sala de aula, conquistar esse mérito, é uma superação”, comentou a professora, acrescentando que a história dele serve de exemplo para outras pessoas que, por qualquer motivo, deixaram de estudar, para que voltem e não desistam de seus sonhos. 

Publicado: Data: 13/08/2018 Autor:Ascom







voltar