.: Prefeitura De Araguaina :.
Terça-feira, 10 De Dezembro De 2019 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Chove rapido durante o dia e a noite. | Mínima: 21ºC | Máxima: 30 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista  

campanhas





NOTÍCIAS

Famílias realizam última etapa para entrega de casas do Residencial Primavera Norte

Publicado: Data: 12/11/2019 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Os 500 beneficiários no Programa Minha Casa, Minha Vida Associativismo estão assinando os contrato  junto à Caixa Econômica Federal e Ministérios do Desenvolvimento Regional

Por Marcelo Martin - Foto: Marcos Sandes/Ascom

Iniciou na manhã desta terça-feira, 12, a assinatura dos contratos das 500 casas do Residencial Primavera Norte. Os técnicos da Caixa Econômica Federal e Prefeitura estarão presentes no local durante todo o dia até a formalização dos documentos.

A entrega das chaves do residencial e da praça construída no setor está programada para o dia 7 de dezembro e faz parte da programação de aniversário dos 61 anos de Araguaína. Porém, a inauguração pode ser adiantada caso o presidente Jair Bolsonaro visite Araguaína no dia 28 de novembro.

“Havia algumas pendências burocráticas entre alguns dos beneficiários, Caixa e Ministério do Desenvolvimento. O residencial só pode ser entregue depois de todos os trâmites envolvendo as 500 famílias selecionados junto ao Ente Financeiro e o Governo Federal”, esclareceu o superintende municipal da Habitação, Danillo Leite, sobre o processo da documentação dos últimos meses.

Segundo a gerente regional de Construção Civil da CEF, Cleci Buss, ainda é aguardado a liberação do Governo para entrega das casas. “Eu preciso de quatro coisas para fazer a entrega. Obra concluída, e também regularizada, famílias selecionadas e autorização do Ministério do Desenvolvimento Regional. Hoje, falta apenas a liberação do Ministério, que já foi solicitada”, afirmou.

A construção do empreendimento foi viabilizada por meio de uma parceria da Prefeitura com o Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) e CEF, usando o financiamento do Programa Minha Casa, Minha Vida Associativismo.

Ajudando quem precisa
Por causa do subsídio do Governo Federal, os beneficiários vão pagar somente R$ 80 a R$ 378 pela moradia, durante 10 anos. “Essas pessoas são mães solteiras, deficientes e idosos com grande vulnerabilidade social. Pessoas que moram de aluguel ou de favor, às vezes dividindo uma casa com mais famílias”, explicou o coordenador do MNLM no Tocantins, Bismarque Roberto Miranda.

Os aposentados José Dias Sobrinho e Maria Duda da Silva, 85 e 87 anos, são duas dessas pessoas que precisam e vão sair do aluguel pela primeira vez na vida. “Nunca é tarde para ter a casa própria. Eu já fui lá, capinei, deixei tudo limpo. Agora, é só entrar para dentro”, contou José. Outro exemplo da terceira idade é a babá Maria das Dores Lima, de 74 anos. “Eu era religiosa, morava na Casa do Perpétuo Socorro. Desde que pedi licença estava morando de aluguel”, relatou.

Há também beneficiárias como Edivania Sousa Ferreira, de 27 anos, que irá morar no novo lar com seus quatro filhos. “Vai ser muito bom aquela praça no meio. Eu tenho filhos pequenos e vou levar eles lá para cansarem e dormirem mais cedo”, brincou.


Capital da Habitação no Tocantins
Com as 500 casas do Residencial Primavera Norte, já são 6.151 casas entregues ou em construção na gestão Ronaldo Dimas. Todos os empreendimentos contam com infraestrutura completa, com proximidade aos equipamentos públicos composto por escola, creche, Unidade Básica de Saúde (UBS), Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), calçadas acessíveis e asfalto.
 
O Residencial Lago Azul conta com 2.530 casas entregues. No Costa Esmeralda e Construindo Sonhos, 2.204 famílias já moram com infraestrutura de qualidade. No Residencial Irmã Dorothy são 36 unidades. No Parque do Lago 1, será concluída a entrega das 441 casas no próximo dia 18 de novembro, e mais 440 estão em construção no Parque do Lago 2.


Os técnicos da Caixa Econômica Federal e Prefeitura estarão presentes no local durante todo o dia até a formalização dos documentos

Os aposentados José Dias Sobrinho e Maria Duda da Silva, 85 e 87 anos, são duas dessas pessoas que precisam e vão sair do aluguel pela primeira vez na vida

Publicado: Data: 12/11/2019 Autor:Ascom







voltar