.: Prefeitura De Araguaina :.
Domingo, 23 De Setembro De 2018 |    CLIMA: Sol com algumas nuvens. Nao chove. | Mínima: 23ºC | Máxima: 35 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Ouvidia da Saúde 0800 646 8546

campanhas





NOTÍCIAS

Prefeitura amplia o número de beneficiados pelo Compra Direta

Publicado: Data: 08/03/2018 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Lista de agricultores aprovados para fornecer alimentos para o programa foi publicada no Diário Oficial do dia 6; contratos serão de março deste ano a janeiro de 2019

Flávio Martin | Foto: Marcos Filho Sandes

A Prefeitura de Araguaína divulgou, no Diário Oficial do último dia 6, a lista dos agricultores aprovados para comercializar seus produtos com o Município por meio do Programa Compra Direta. Estão previstos para serem investidos este ano mais de R$ 700 mil em produtos frescos que serão destinados gratuitamente a 103 entidades beneficentes, nove a mais do que em 2017.

O objetivo da Prefeitura é estimular a produção dos agricultores familiares da região, a partir da certeza da comercialização dos seus produtos a preços justos. De acordo com o coordenador do programa em Araguaína, Silas Alencar, o número de produtores cadastrados também aumentou.

“Nós tínhamos quase 300 cadastrados no ano passado, mas metade desses não entregaram seus produtos. Muitos tiveram seu cadastro suspenso por orientação do Ministério da Agricultura. Ainda assim, o número de produtores cadastrados continuou praticamente o mesmo, já que 100 novos agropecuaristas entraram para o programa”, explicou o coordenador.

Edson da Costa Castro, 37 anos, é agricultor no bairro rural Jacubinha. Ele conta que já vendeu mais de 300 quilos de limão, além de couve, cheiro verde e batata doce. “O programa é ótimo para mim porque consigo vender o excedente da minha produção. Uma renda extra que é certa”.

Alimentos

Os tipos de alimentos adquiridos por meio do Compra Direta são frutas, verduras, legumes, peixes, ovos, grãos, cereais, frango caipira melhorado, polpa de frutas, pão caseiro, carne suína, mel e derivados de leite. Todos os produtos devem ser processados, manipulados e embalados desde que atendam às exigências da legislação vigente do Município e Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Uma das razões que atraem os produtores na hora de aderir ao programa é o preço pago pelos produtos, já que não há atravessador, o que representa maior ganho ao agricultor familiar. O pagamento é em dias e sempre em depósito bancário na conta do produtor, no prazo de 25 dias após o recebimento das notas fiscais referentes aos produtos entregues.

Cada produtor tem uma cota de até R$ 6.500 para vender ao programa. A assinatura dos contratos acontece ainda neste mês.

Benefícios

Em 2017, foram adquiridos pelo Programa Compra Direta mais de 234 mil quilos de alimentos, com investimentos de mais de R$ 734 mil. Os 150 agricultores beneficiados forneceram seus produtos a 94 entidades beneficentes, entre escolas, creches, lar de idosos e orfanatos, garantindo o consumo de alimentos frescos a cerca de 25 mil pessoas.

Publicado: Data: 08/03/2018 Autor:Ascom







voltar