.: Prefeitura De Araguaina :.
Domingo, 15 De Dezembro De 2019 |    CLIMA: Sol e aumento de nuvens de manha. Pancadas de chuva a tarde e a noite. | Mínima: 21ºC | Máxima: 33 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista  

campanhas





NOTÍCIAS

Prefeitura fornece projetos gratuitos de casas populares para famílias araguainenses

Publicado: Data: 14/05/2013 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

Modelos oferecem casas de 6 cômodos e representam uma economia de quase 2 mil reais para as famílias.

Como forma de incentivar a conquista da casa própria, a Secretaria de Habitação do Município disponibiliza, gratuitamente aos cidadãos, sete modelos de plantas para casas populares de 70 metros quadrados. As opções incluem dois quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço e projetos de ampliação para garagem e uma suíte.

“Antes o tamanho máximo nestes projetos feitos pela secretaria era de 60m². Conseguimos ampliar o espaço interno das residências colocando mais qualidade na estrutura e no conforto”, explica José Guimarães, secretário executivo da Habitação e um dos arquitetos responsáveis pelos projetos. Guimarães ainda lembra que grande parte das obras de construção civil é feita sem projetos, o que acarreta em edificações desorganizadas, sem estrutura sólida “e até com inclinação errada do telhado”, conta.

 

Demanda

Atualmente, a secretaria conta com uma equipe composta por um engenheiro, um arquiteto e um desenhista cadista para a elaboração dos projetos. De 8 a 10 atendimentos são realizados por semana para atender a demanda das famílias pelos modelos de planta residencial. “Desde o início do ano, a secretaria já disponibilizou 30 projetos para os interessados e o intuito é criar um banco de projetos para que cada família escolha o que mais lhe agrada”, afirma o secretário executivo.

 

Incentivo

O projeto gera uma economia de quase R$ 2 mil para as famílias, preço médio cobrado por uma planta de 70m². A planta baixa ainda inclui planejamentos auxiliares como a parte hidráulica, elétrica, hidrosanitária e estrutural.

A secretaria ainda estuda outras formas de incentivo. Segundo José Guimarães, “há uma negociação em andamento com os conselhos regionais de Engenharia e Arquitetura e Arquitetura e Urbanismo para isentar as famílias das taxas cobradas pelas entidades”. Isto significa uma redução de pelo menos R$ 300 no investimento das famílias.

 

Mais projetos

A Secretaria de Habitação também está com um projeto piloto para o desenvolvimento de um programa de financiamento individual da casa própria. “Os grandes beneficiados serão aqueles que já têm um terreno quitado ou em quitação e querem financiar a construção da casa junto à Caixa Econômica Federal”, explica o secretário Elenil da Penha.

Para residências de até 70m², a secretaria irá fornecer todos os projetos e planilhas exigidos pelo banco e que custariam algo em torno de R$ 800 para as famílias. “Nós queremos dar agilidade a este programa para desburocratizar o acesso à casa própria e desonerar o cidadão como forma de incentivo”, revela Elenil. 

Publicado: Data: 14/05/2013 Autor:Ascom







voltar